Nós Somos

A Benjamins, uma banda de Nu Metal com um som de melodias harmoniosas e um peso marcante. Uma energia contagiante e diferenciada nos palcos onde nos apresentamos.

Nossas músicas

Ouça as nossas músicas aqui ou em qualquer uma das plataformas de streaming. Você também pode entrar em contato com a gente e comprar o nosso CD ou fazer download aqui.
  • Conflitostop
  • Disfarceplay_arrow
  • Antes do Fimplay_arrow
  • Anseiosplay_arrow
  • Por Amarplay_arrow
  • Teoriasplay_arrow
  • Eu Seiplay_arrow
Clique na música para tocar ou pausar.

Nossos Videos

Olha só um pouco do que a gente vem produzindo, quer ver mais corre lá no nosso canal

Depoimentos

Vejam aqui o que está sendo falado à respeito do nosso trabalho.

"Gostei muito desse trabalho da Benjamins Teorias, os timbres estão muito atuais e o uso de efeitos muito bem colocados."

Caio Norcia - Produtor Musical, Engenheiro de Áudio e Consultor Artístico, em São Paulo/SP
Veja mais

Review

Benjamins Teorias

Gostei muito desse trabalho da Benjamins Teorias, os timbres estão muito atuais e o uso de efeitos muito bem colocados. O produtor Miguel Sampaio e Jotta Passos enriqueceram muito o trabalho com a escolha dos efeitos e samples. A banda tem uma pegada muito boa e isso transparece em cada faixa, principalmente no vocal rasgado e muito bem colocado do Bruno Cruz.

A música “Disfarce” é uma música de instrumental muito bem composto e refrão marcante, principalmente pelo contraste entre verso e refrão. A melodia acertou em cheio e conseguiu passar uma verdade na voz do Bruno que impacta, por isso o refrão é algo que te acompanha mesmo depois que a música acabou. O baixo no refrão me soa um pouco à frente do tempo. Considero uma das melhores faixas do álbum.

“Antes do fim” já começa num clima ótimo com os efeitos, loop e contraste com a guitarra pesada. O instrumental da música está ótimo, preparando muito bem cada parte dela. O vocal do Bruno está muito bem colocado e nos leva junto com a música o tempo todo.

“Anseios” é uma ótima música, com muitos pontos instrumentais que me chamam a atenção. O ótimo trabalho de linhas de bateria do New P e as linhas de guitarra com delay trouxeram o clima perfeito pra canção. As linhas de baixo do Iury Edson estão muito criativas e complementam muito bem os climas diferentes da música. Mais uma vez o timbre de voz do Bruno caiu muito bem na base e fechou com chave de ouro o instrumental. É minha faixa preferida no álbum.

“Por Amar” começa com um ar sombrio que se quebra assim que o vocal começa, com uma letra de superação muito bem composta. As guitarras de Jeffersson Galvão e Jotta Passos estão matadoras, com um arranjo que enriquece demais a música e com certeza dita o tom da mesma. Nesse refrão em específico sinto falta de uma melhor dicção na voz, principalmente pelas dobras. A região que ele colocou a voz faz com que algumas sílabas fiquem de difícil entendimento e percamos o sentido das palavras. A repetição do segundo verso copiando o primeiro ajuda a marcar bem a letra.

“Teorias” é talvez minha música menos favorita, em função da dinâmica entre as partes, que tem em 99% do tempo muito intrumental acontecendo. Ela não respira pra causar um contraste e impactar como poderia. Aqui também sinto no pré-refrão a questão da dicção, que não me deixou entender uma das frases. A masterização também ajudou a não permitir uma dinâmica entre as partes, uma vez que o volume final da faixa ficou muito alto, sem permitir que ela possa respirar em algum momento.

“Eu Sei” traz boas variações rítmicas, não deixando o ouvinte adivinhar pra onde vai o instrumental na parte seguinte. Tem a ótima participação no vocal do Thiago Linhares, que caracterizou muito bem a música. As guitarras pesadas aliadas às vozes fazem com que essa música te prenda, te faça nem respirar até que a música acabe.

Sobre o aspecto artístico, as letras poderiam passar mais mensagem, ou ter o que nas composições chamamos de “ganchos” que nos fazem pensar ou nos arrebatar com algum ponto de vista diferente, como foi tradição muito tempo no rock. Isso não diminui o valor do disco, que como obra está muito bem feito, produzido e muito bem executado.

Na parte técnica, o trabalho do Eduardo Pinheiro está ótimo. Sua experiência de gravação com certeza se destaca, visto que ele conseguiu atingir ótimos timbres e profundidade na mix, e na medida do possível essa profundidade se traduziu mesmo com uma master muito alta. Esse volume final em alguns momentos impede que a música cresça o suficiente, principalmente nos refrões, pra que cause o impacto dinâmico que poderia, e com isso também não traz o impacto emocional que poderia. No quesito mixagem e masterização, também sinto a falta de uma certa agressividade nas automações e nos médios da master, uma vez que se o ouvinte colocar esse álbum numa playlist variada do Spotify, com volumes normalizados, vai notar uma perda de punch e agudos em relação a outros materiais que estão no mercado hoje, principalmente levando em consideração que o ouvinte não ouve só um tipo de música hoje em dia, e a briga aqui não é ser competitivo só dentro do metal, mas na música como um todo.

No geral, parabéns aos envolvidos. Foi um belo trabalho e desejo muito sucesso!

Agenda de Show

Quer saber onde a gente vai tocar? Então se liga na nossa agenda.

Contato

Deixa sua mensagem e responderemos o mais breve possível. Se preferir, envie um e-mail para contato@benjamins.com.br.